segunda-feira, 16 de maio de 2011

Sete de Abril: De portas fechadas!


Nosso “Sete” de portas fechadas. Há tanto tempo.
E a arte acontecendo, pelos cantos, mas precisando cada vez mais de espaços PÚBLICOS.

Precisando encenar, criar, aparecer, definitivamente, por vários lados.

Onde está o nosso teatro?
Ele permanece vazio, sem cena, sem gente, sem nada.


Audiência pública pelo Theatro Sete de Abril ABRIR.

Participe!

Um comentário:

Luciá (com acento no A) disse...

Decreto lei 25 de 30/11/1937- Capítulo III- ART. 19- O proprietário da coisa tombada, que não dispuser de recursos para proceder às obras de conservação e reparação que a mesma requer, levará ao conhecimento do Serviço do Patrimônio Histórico e artístico Nacional, a necessidade das mencionadas obras, sob pena de multa correspondente ao dobro da importância em que for avaliado o dano sofrido pela mesma coisa.